Promotor investiga atraso na nomeação de policiais civis no Rio Grande do Norte

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O Promotor de Justiça, Wendell Beetoven Ribeiro Agra, do Ministério Público do Rio Grande do Norte, instaurou Inquérito Civil para apurar os motivos da demora do Governo do Estado em nomear os candidatos aprovados no último concurso da Polícia Civil. Apesar da autorização do então governador, Iberê Paiva Ferreira de Souza, em 29 de dezembro de 2010, a atual gestão ainda não procedeu com as nomeações.

Wendell Beetoven notificou o Governo do Estado do Rio Grande do Norte para que esclareça se existe previsão para que a Administração Estadual nomeie os candidatos. E ao Delegado-Geral de Polícia Civil requisitou que informe a quantidade de cargos vagos nas carreiras de Delegado, Agente e Escrivão da Polícia Civil do RN. Além disso, o promotor quer esclarecer a quantidade de vagas nas unidades da Polícia Civil, em todo o Estado, incluindo delegacias municipais, distritais e especializadas, que atualmente estão desprovidas de titular ou com o quadro de servidores desfalcado em decorrência da insuficiência de efetivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *