Memorização é o melhor processo de aprendizagem

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Mais um texto sobre memorização. É importante, e merece uma atenção especial. Vários estudos e pesquisas tentam desvendar o poder dessa habilidade humana que pode ser treinada e desenvolvida.

Jornal – O Estado de São Paulo

memorização

Os pesquisadores comprovaram que a memorização deve fazer parte do processo de aprendizagem, ao contrário das práticas da pedagogia moderna. Atualmente, baseados em conceitos trazidos grande parte pelo construtivismo, os educadores incentivam os alunos a construírem o conhecimento através de rotinas elaboradas de estudo voltadas à melhoria da codificação da informação na memória.

Os métodos modernos incentivam os chamados “mapas conceituais”, nos quais os alunos constroem diagramas ligando conceitos e construindo ligações entre ideias. Já pelo método da memorização, o estudante, depois de ler todo o material, deixa de lado o texto e tenta ver o que consegue lembrar (muitas vezes repetindo os conceitos até memorizá-los ou usando técnicas como a fixação mnemônica).

Os pesquisadores testaram ambos os métodos pedindo para que um grupo de 200 alunos estudasse matérias de diferentes ciências metade usando o método da memorização e a outra metade usando o método do mapa conceitual.

Depois de um período inicial de estudo, os dois grupos lembravam a mesma quantidade de informação. Mas quando os estudantes voltaram ao laboratório para uma avaliação de longo prazo, o grupo que usou a memorização apresentou uma melhor retenção de 50% em relação ao grupo dos mapas conceituais.

Para os pesquisadores, os dados comprovam que, embora não haja nada de errado com as técnicas elaboradas de aprendizado, é importante considerar abrir espaço para a prática da memorização. Segundo a equipe, o desafio agora é encontrar maneiras mais eficientes e viáveis para a retenção de informações.

E você usa alguma técnica de memorização? Você tem treinado a memória? Sabia que pode desenvolver essa habilidade?

Confira o artigo anterior da série e conheça três técnicas práticas.

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *