CONTRAN disciplina parlamento de multas em cartão de crédito

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Resolução do CONTRAN disciplina parlamento de multas em cartão de crédito

O CONTRAN , Conselho Nacional de Transito, publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira 18 de outubro de 2017 , RESOLUÇÃO Nº 697, DE 10 DE OUTUBRO DE 2017 , que dentre outras “estabelece e normatiza os procedimentos para a aplicação das multas por infrações, a arrecadação e o repasse dos valores arrecadados, para dispor sobre o pagamento parcelado de multas de trânsito.”

Principal alteração

A principal alteração trazida pelo ordenamento é que agora os órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Trânsito poderão firmar convênios com instituições financeiras para viabilizarem o pagamento de multa de trânsito por meio de cartão de débito e crédito. A normativa ainda autoriza o parcelamento automático em cartão de crédito da penalidade.

Facultatividade da mediada

A adoção da nova modalidade de pagamento é facultativa a cada órgão do sistema que deverá encaminhar relatórios mensais da arrecadação por esta modalidade ao Denatran. A ausência deste relatório poderá cancelar a autorização da utilização desta modalidade de pagamento.

Pontos positivos

Não há limites de inclusão de multas no parcelamento. Um dos fatores positivos aos condutores é que ” A aprovação e efetivação do parcelamento por meio do Cartão de Crédito pela Operadora de Cartão de Crédito libera o licenciamento do veículo e a respectiva emissão do Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo – CRLV.”

Pagamento das multas

O pagamento das multas em atraso serão majoras pela aliquita juros de referencia do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (SELIC) que hoje é de 8,25% infeiror a aplicada pelos cartões de crédito.

Entretanto as despesas correntes com a operação serão custeadas pelo usuário. A medida deve aumentar o pagamento das multas de trânsito que hoje tem alta inadimplência . Vale só lembrar a modalidade de pagamento parcelado em cartão de crédito os débitos já inscritos em divida ativa , os parcelamentos inscritos em cobrança administrativa, os veículos licenciados em outras Unidades da Federação; e multas aplicadas por outros órgãos autuadores que não autorizam o parcelamento ou arrecadação por meio de cartões de crédito ou débito.

Receba RESOLUÇÃO CONTRAN Nº 697, DE 10 DE OUTUBRO DE 2017 no seu email

Seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

 

Simulado LDB com 30 questões para professsores

Correios prorrogam prazo de inscrição em concurso 2017

Redação não poderá violar direitos humanos no Enem

Cofeci abre concurso público com 7 vagas imediatas

Lagoa dos Gatos com vagas para nível fundamental

 

Audio Aulas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *