Correios prorrogam prazo de inscrição em concurso 2017

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Correios prorrogam prazo de inscrição em concurso até 05 de novembro de 2017

Os Correios prorrogaram o prazo de  inscrição  de seu concurso público para o preenchimento de vagas nas áreas de Segurança e Medicina do Trabalho . Agora, os  interessados têm até o dia 5 de novembro para se inscreverem, via internet, para 80 vagas destinadas aos cargos de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, Técnico de Segurança do Trabalho, Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho e Médico do Trabalho.

Objetivo

O concurso tem como objetivo repor o quadro de profissionais técnico-especializados dos Correios, em cumprimento às exigências de norma regulamentadora do Ministério do Trabalho. Essa norma estabelece, dentre outros critérios, a exigência legal mínima de um quantitativo de cargos para compor o SESMT (Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho) da empresa.

Taxa de inscrição

O valor da inscrição é de R$ 50,00 (cinquenta reais), para os cargos de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho e Técnico em Segurança do Trabalho, e R$ 70,00 (setenta reais), para os cargos de Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho e Médico do Trabalho.

Provas

A realização das provas objetivas para todos os cargos, constituídas de 50 (cinquenta) questões de múltipla escolha, também teve a data adiada. O certame deve ser realizado no dia 10 de dezembro, no turno da tarde, com duração de 4 horas.

Regime Celetista

Os candidatos aprovados em todas as fases da seleção serão chamados a assinar contrato individual de trabalho com os Correios, de acordo com a classificação obtida, a localidade selecionada e as necessidades da empresa. O contrato de trabalho será regido pelos preceitos da Consolidação da Leis do Trabalho – CLT, inclusive no que diz respeito ao período de experiência e à rescisão, sujeitando-se às normas do Regulamento Interno de Pessoal e do Plano de Carreiras, Cargos e Salários dos Correios.

Mais correios

Correios recebem autorização do Ministério da Fazenda para aumento de tarifas. Implantação ainda depende de analise do Ministério das Comunicações.

Os Correios ,Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos , recebeu autorização do Ministério da Fazenda pela segunda vez este ano para realizar aumento das tarifas cobradas no desenvolvimento de seus serviços. A tabela com a relação dos preços máximos a serem exigidas está disponível na Edição do Diário Oficial da União do dia 18.10.2017, o governo autoriza o reajuste “sob forma de recomposição” das tarifas dos serviços postais e telegráficos nacionais e internacionais. O reajuste ocorre em duas parcelas: a primeira de 6,121% será por prazo indeterminado e a segunda, de 4,094% vai vigorar por 64 meses.

Revisão das tarifas

A revisão das tarifas ainda depende de publicação de aprovação pelo Ministério das Comunicações, de acordo com o Diário Oficial. Com o aumento,o tipo de serviço mais simples realizado pelos Correios a carta comercial de até 20 gramas passará a custar R$ 1,83. Anteriormente, o valor era R$ 1,23.

Novo reajuste

Em abril, o Ministério da Fazenda havia autorizado aumento de 7,485% nas tarifas dos serviços postais e telegráficos prestados pelos Correios. Na época, a empresa explicou que os serviços da estatal são reajustados todos os anos, com base na recomposição dos custos, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados. As tarifas são atualizadas com base no Índice de Serviços Postais, indicador formado a partir de uma cesta de índices, como INPC, IPCA, e IGP-M.

Audio Aulas

Lagoa dos Gatos com vagas para nível fundamental

Redação não poderá violar direitos humanos no Enem

PM-MA adia início de inscrição em concurso público 2017

ITA abre concurso com 60 vagas para professor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *