Simples Nacional agendamento 2018 já pode ser feito.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Contribuintes podem solicitar o agendamento no Simples Nacional e se antecipar a qualquer empecilho a opção.

O Simples Nacional deu inicio a sua fase de agendamento da opção para 2018. As Pequenas e Medias Empresas que desejarem ingressar no Simples Nacional no ano de 2018 já podem realizar o agendamento da opção. O agendamento é um serviço que objetiva facilitar o processo de ingresso no Simples Nacional, possibilitando ao contribuinte manifestar o seu interesse pela opção para o ano subsequente, antecipando as verificações de pendências impeditivas ao ingresso no Regime. Assim, o contribuinte poderá dispor de mais tempo para regularizar as pendências porventura identificadas.

Funcionalidade

Esta funcionalidade esta disponível entre o dia 1º de novembro e o dia 28 de dezembro de 2017 no Portal do Simples Nacional > Simples – Serviços > Opção > “Agendamento da Solicitação de Opção pelo Simples Nacional”.

Não havendo pendências, a solicitação de opção para 2018 já estará confirmada. No dia 01/01/2018, será gerado o registro da opção pelo Simples Nacional, automaticamente.

Caso sejam identificadas pendências, o agendamento não será aceito. O contribuinte poderá regularizar essas pendências e proceder a um novo agendamento, até 28/12/2017.

Ao término do prazo

Após este prazo, a empresa ainda poderá solicitar a opção pelo Simples Nacional até 31 de janeiro de 2018, no Portal do Simples Nacional > Simples – Serviços > Opção > “Solicitação de Opção pelo Simples Nacional”.

É possível realizar o cancelamento do agendamento da opção, no mesmo período do agendamento, por meio de aplicativo disponibilizado no Portal do Simples Nacional.

Para as empresas que exercem as novas atividades autorizadas pela Lei Complementar 155/2016 (produtores de cervejas, vinhos, destilados e licores), não será possível realizar o agendamento. A solicitação de opção poderá ser feita em janeiro/2018, até o último dia útil (31/01/2018). A opção, se deferida, retroagirá a 01/01/2018.

Impostos envolvidos

As empresas aceitas no regime além de usufruírem de alíquotas e obrigações assessorias diferenciadas poderão recolher em uma única guia os tributos :

Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);
Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
Contribuição para o PIS/Pasep;
Contribuição Patronal Previdenciária (CPP);
Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);
Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

Não os desobrigando de outros se assim lhe for exigido.

Não haverá agendamento para opção pelo SIMEI.

Não haverá agendamento para empresas em início de atividade.

Maiores informações : http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional/servicos/grupo.aspx?grp=4

 

#Fideli-z

ITEP Polícia Científica-RN abre concurso público

MEI poderá ter cancelamento definitivo de seu CNPJ

Professores agora têm prioridade na restituição de IR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *