Finanças pessoais ao equilíbrio em 2018

Tempo de leitura: 5 minutos

As Finanças pessoais e a educação financeira deve ser um tema para o ano todo.

As finanças pessoais são um tema preponderante na atualidade. Muito embora, os números oficias digam que a economia melhorou o brasileiro médio ainda não sentiu a melhora do quadro econômico no seu órgão mais sensível o bolso veja algumas digas para economizar nas contas e despesas pessoais e dá família.

1. Escolha fazer compras nos dias ou períodos de menor demanda.

O aumento por demanda é muito conhecido pelos brasileiros se dá quando um produto é muito procurado. Então , procure antecipar-se as compras notadamente as sazonais. Por exemplo o daqui a pouco sairemos procurado chocolate.  Em tempos de Pascoa ele é bastante procurado, assim como,  o vinho e o leite. As fantasias aumentam de preço no carnaval e por aí vai. Mas, isso também se evidencia no curto prazo. Dentro de um mesmo mês já percebeu que no período entre os dias 10 e  25  os artigos de supermercado estão mais baratos que no período entre 26 a 09 onde geralmente os supermercados estão lotados em razão do pagamento de salario que ocorre até o quinto dia útil.

2.Programa-se

Para alcançar esse patamar é preciso conhecer a você mesmo e seus dependentes como todos os anos mais ou menos as coisas se repetem. Como por exemplo famoso mês de janeiro, matrículas, material escolar, IPVA, IPTU e demais dividas. As receitas também se repetem para alguns por exemplo 13º , férias , restituição do imposto de renda, bônus e outras receitas que podem ser utilizadas no cobrimento dessas despesas que acontecem sazonalmente concentradas em um único mês.

3. Pense em longo é médio prazo.

Você já percebeu que nos Estados Unidos da America quando um empregado vai negociar salário e ele negocia o ano. É que numa economia estabilizada se tem uma visão de longo prazo. Outro fator interessante é que nessas culturas por exemplo não se faz compras mensais, não havendo portanto,um período de grande demanda. Na hora de economizar também pense em longo prazo. Economizar por exemplo R$ 50,00 reais por mês siginifica R$ 600,00 em um ano.

4. Seja um investidor.

Aprenda a investir em ativos ( bens) em pequenos ativos de fácil liquidez ou seja que numa hora de dificuldade ele vire dinheiro com certa facilidade. Já que para ir ao mercado de ações muitos não tem experiência e precisariam de um agente aconselho o ouro ou uma joia que tem liquidez quase imediata com a venda ou com penhor por exemplo. Hoje existem os ativos digitais como domínios, blogs, sites, conteúdos, cursos chamados de infoprodutos.

5. Valorize seu dinheiro.

No Brasil poupar é sinônimo de economizar. Houve uma época em que o governo fez propaganda para que os indivíduos poupassem seu dinheiro e colocasse no banco. Mas, economizar é a prática sustentável de só exaurir o recurso necessário no devido momento. Se você convive com alguém que vive no mundo do comércio como empresário,por exemplo, já deve ter percebido o quanto ele valoriza o dinheiro dele. Você já disse por exemplo, como é difícil tirar dinheiro de Sr. Manoel da padaria. É que ele valoriza o dinheiro dele. Valorize o seu.

6. Pesquisa, Olhar 360º e seja aberto a novas propostas.

Você já percebeu que os produtos com menor valor geralmente ficam na pratilheira de baixo a última no supermercado. Para perceber o melhor preço é preciso ter um olhar 360º. Não fique preso a marcas. Geralmente para atrair os consumidores as novas marcas colocam um preço a baixo do mercado para chamar-te a atenção.

7. Compre em porções maiores se puder, se não compre a rateio na feira.

Geralmente os produtos vendidos em unidades de medida como o litro e  o quilo vê-se que as proporções maiores são mais baratas que as menores. Mas, existem lugares que vendem em porções inferiores a um quilo em conta como em feiras livres onde podemos comprar, por exemplo, grãos em porções menores que um quilo. Não ao desperdício.

8. Economia de água, luz e telefone .

As contas de consumo também nos preocupam nesse âmbito sejamos sustentáveis. Sê possível abramos mais janelas em nossa casa para afugentar o calor, colocar telhas transparentes para aproveitar a luz natural durante o dia e reaproveitar a água domestica , por exemplo, a água de sabão que pode ser utilizada para descarga, lavagem do banheiro, da casa entre outras. Quando ao telefone temos diversas possibilidades de comunicação mais baratas e de melhor qualidade que a internet nos proporciona.

9. Faça uma pequena horta.

Uma pequena horta além de saudável proporciona uma ótima economia. Hortaliças, verduras, algumas frutas estão sendo cultivados em apartamentos em hortas urbanas. Os defensores desta prática congregam a terapia ocupacional de plantar, regar e cuidar de uma planta com o alimentação saudável e a economia.

10. Tenha uma reserva de emergência.

Como o próprio nome diz é a reserva de emergência,se não for não use-a e torne-a cumulativa realmente aguardando a espera de uma emergência.Todo mês reserve uma quantia para emergências cumulativamente.

11. Não esqueça de viver a vida.

Não se prive de viver para economizar. A boa prática financeira deve-nos ajudar a ser felizes e não a desagregar . No lazer geralmente os ambientes abertos, praias , parquês e praças trazem mais alegria ao bolso e as crianças que os ambientes confinados.

Solicite uma aula de finanças pessoais grátis

Solicite uma aula de finanças pessoais grátis
Solicite uma aula de finanças pessoais grátis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *