CGU sorteia mais 60 municípios para fiscalizar aplicação de recursos federais Lourenço Melo

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

CGU sorteia mais 60 municípios para fiscalizar aplicação de recursos federais

Lourenço Melo
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O estado de Minas Gerais teve o maior número de municípios sorteados para fiscalização da Controladoria-Geral da União (CGU) na 33ª rodada do programa de auditorias do órgão sobre gestão municipal. Os sorteios são realizados a cada três meses. Nesta rodada, sete dos 60 municípios que serão  fiscalizados a partir da próxima semana são mineiros.

Nesse trabalho, os auditores conferem se os gestores municipais estão aplicando com regularidade os recursos federais. Os estados da Bahia e de São Paulo  terão, cada um, cinco municípios visitados.

No Rio Grande do Sul foram sorteados quatro municípios e, no Ceará, Maranhão, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraná e Pará, três, cada um. Serão visitados dois municípios em Goiás, dois em Santa Catarina e dois em Alagoas e um no Amazonas, no Acre, Espírito Santo, em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, no Rio de Janeiro, em Rondônia, Sergipe e no Tocantins.

A cobertura da fiscalização será diferenciada conforme o número de habitantes de cada município. Para aqueles que têm população entre 20 mil e 100 mil habitantes será auditada a gestão nas áreas de assistência social, ciência e tecnologia, educação, indústria, saúde e segurança pública. O alvo da fiscalização da CGU nos municípios com população acima de 100 mil habitantes será os setores de ciência e tecnologia, indústria, saúde e segurança pública.

A CGU sorteou também hoje dez municípios que vão ser alvo do Programa de Fortalecimento da Gestão Pública, em que o gestor público se inscreveu para receber assistência de técnicos do órgão para condução de sua administração, no que se refere à aplicação de recursos públicos.

Em Alagoas foi escolhido o município de São Luis do Quitunde; no Amazonas, Nhamundá; em Goiás, Paranaiguara; em Mato Grosso, Matupá; no Pará, Palestina do Pará; no Piauí, Francisco Ayres; em Roraima, Bonfim; no Rio Grande do Sul, São Jerônimo; em Santa Catarina, Mondaí; e no Tocantins, Porto Alegre do Tocantins.

Edição: Nádia Franco


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *