Findo o Ministério agora é a vez do Secretariado de Eduardo.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Eduardo chama quatro deputados e Rands coordena Governo
27/12/2010 -O governador Eduardo Campos (PSB) avançou nas negociações com os partidos da sua base e deve anunciar, hoje, o seu novo secretariado, que estava previsto para quarta-feira, 29. O que parecia uma reforma tímida acabou sendo mais ampla do que o próprio governador esperava. Ele acabou convocando três deputados – dois federais e um estadual e está entregando a coordenação política do seu governo ao PT, nas mãos do deputado Maurício Rands. Hoje, o governador deve chamar mais um deputado do PSB na Assembleia, aumentando para quatro os parlamentares na sua equipe.

Secretários que pareciam estáveis, como Djalmo Leão, da Fazenda, e Ricardo Leitão, da Casa Civil, estão sendo remanejados para outras pastas. Para a Fazenda, o governador optou pelo atual secretário de Turismo, Paulo Câmara, enquanto para o lugar de Leitão irá o do procurador-geral Tadeu Alencar. São dois casos típicos do chamado rodízio, conforme adiantou o presidente do PSB, Milton Coelho. Leão sai da Fazenda para a Controladoria-Geral do Estado.

O secretário de Planejamento, Geraldo Júlio, será remanejado para a pasta de Desenvolvimento acumulando com a presidência de Suape no lugar de Fernando Bezerra Coelho, que virou ministro da Integração Nacional. Para o lugar de Júlio no Planejamento o governador optou pelo nome do atual secretário de Ciência e Tecnologia, Anderson Gomes. .

Para a Saúde, o governador convidou o diretor do IMIP, Antônio Figueira, que tem chances de substituir Fred Amâncio, no cargo desde quando João Lyra Neto deixou a pasta para disputar a reeleição. A sucessão na Saúde, no entanto, ainda não está fechada, havendo a possibilidade de Fred continuar.

O governador resolveu chamar três deputados – um estadual e dois federais. Laura Gomes, da bancada do PSB na Assembleia, assume a Secretaria de Desenvolvimento Social, no lugar de Roldão Joaquim. Já o federal Maurício Rands, do PT, é o nome do partido para a Secretaria de Relações Institucionais no lugar de Gilberto Rodrigues. Humberto Costa, João Paulo e João da Costa foram ouvidos no PT e chegaram ao consenso em torno de Rands.

Com isso, quem assume a vaga de Rands na Câmara dos Deputados é o primeiro suplente do PT, Josenildo Sinézio, e não Paulo Rubem, do PDT, conforme interpretação do Supremo Tribunal Federal, que, em resposta a uma consulta do PMDB na Câmara, determinou que a vaga pertence ao partido e não a coligação partidária.

Já na Assembleia, com base neste mesmo raciocínio, quem assume a vaga de Laura Gomes é o primeiro suplente do PSB, Sebastião Rufino. O governador ofereceu ao PTB a Secretaria de Empreendedorismo, a ser criada, e o partido indicou o nome do atual presidente do sistema SESI-Senai, Antônio Carlos Maranhão Aguiar.

Danilo Cabral, ex-secretário de Educação, é o terceiro deputado convocado pelo deputado. Está cotado para a pasta de Infra-instrutora, mas pode voltar para Educação. Em seu lugar assume o primeiro suplente do PSB, Ninho, ex-prefeito de Igarassu. Ficam mantidos nos cargos Ranilson Ramos, na Agricultura; Eugênio Morais, em Transportes, sem acumular DER; Pedro Mendes em Juventude e Wilson Damásio em Defesa, além de José Francisco Neto, em Administração.

Fonte: blogdomagno.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *