Presidente da Câmara diz que PEC 300 depende de acordo

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Policiais esperam votação da PEC 300 em segundo turno

O presidente da Câmara dos Deputados,  Marco Maia, afirmou que a Proposta de Emenda à Constituição 300/08, a chamada PEC 300, é um tema ainda em debate, pois depende de acordo com os governadores e o governo federal, “que pagarão a conta”. A proposta prevê a fixação de um piso salarial nacional para os policiais civis e militares e bombeiros militares, que são servidores estaduais.

Questionado sobre a mobilização de policiais prevista para hoje em defesa da PEC 300, Marco Maia disse que a Câmara seria irresponsável se votasse a proposta sem informar de onde sairão os recursos para pagar o aumento salarial dos policiais e bombeiros. Pela legislação em vigor, os projetos que geram despesa para o poder público precisam indicar a fonte de receita, e a despesa precisa estar prevista na lei orçamentária.

 

 

1 comentário


  1. Um recado para os politicos: “QUEM PAGA A CONTA É O POVO BRASILEIRO ATRAVES DE SEUS IMPOSTOS E SEU SANGUE DERRAMADO PELOS MARGINAIS”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *