PIB de Pernambuco continua crescendo acima da média nacional

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Crescimento do PIB de Pernambuco foi de 5,7% no primeiro semestre de 2011

Pernambuco manteve taxa de crescimento superior ao País no primeiro semestre de 2011. É o que constata pesquisa sobre o Produto Interno Bruto de Pernambuco, realizada pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – CONDEPE/FIDEM. Segundo o levantamento, o comportamento do PIB – indicador que constituído pelo conjunto das riquezas geradas na economia (valor agregado por bens, serviços e impostos) – em pernambuco apresentou crescimento de 5,7% no semestre deste ano, enquanto o Brasil registrou 3,6%, na comparação com o mesmo semestre do ano anterior. Considerando o segundo trimestre de 2011 comparado ao segundo trimestre de 2010, Pernambuco cresce 5,0% e o Brasil, 3,1%.

Os dados por setores econômicos revelam que a Indústria, que inclui a Construção Civil, obteve a maior variação no segundo trimestre de 2011 (8,6%) e no primeiro semestre do mesmo ano (8,3%). “O conjunto de investimentos públicos e privados garantem menor vulnerabilidade da economia pernambucana aos movimentos de desaceleração da economia mundial, com reflexos no quadro nacional. Mantendo o cronograma de obras que não sofrem interrupções por variações conjunturais, são investimentos de longo prazo”, analisa o diretor-presidente da Agência CONDEPE/FIDEM, Antônio Alexandre.

O setor de Serviços apresentou variação positiva de 5,7% no primeiro semestre do ano em análise, refletindo os níveis de consumo decorrentes do nível de emprego e aumento dos rendimentos. No segundo trimestre, a variação positiva desse segmento foi de 5,4%.

O único setor a apresentar desempenho negativo foi o Agropecuário, com variação de -6,5% entre os semestres de 2011 e 2010 e de -15,1% quando comparados os segundos trimestres destes anos. Este resultado deve-se a queda de produtividade nas lavouras da cana-de-açúcar e de banana espera-se recuperação para o próximo semestre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *