Lançado portal do novo ensino médio.

Tempo de leitura: 4 minutos

MEC lança portal do novo ensino médio.

Veja como será o novo ensino médio.
Veja como será o novo ensino médio.

O Portal Novo Ensino Médio, lançado pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, na última sexta-feira, 14, já está no ar. A ferramenta reúne informações sobre as políticas, programas e ações desenvolvidas pelo Ministério da Educação para a implementação do ensino médio nas redes de ensino e escolas de todo o país. Na página, é possível ter acesso, por exemplo, ao Guia de Implementação do Novo Ensino Médio e ao documento dos referenciais para a elaboração dos itinerários formativos previstos nas diretrizes curriculares nacionais, que está em fase de finalização.

Construído a partir do trabalho colaborativo entre o MEC e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o Guia de Implementação do Novo Ensino Médio tem o objetivo de auxiliar técnicos das redes de ensino e gestores escolares na efetivação das mudanças previstas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). O material explica as mudanças em curso e aponta para um caminho de implementação que considera o estudo das novas possibilidades, os diagnósticos dos recursos das redes, a elaboração ou reelaboração dos currículos estaduais e a implementação das mudanças nas escolas de ensino médio.

Além disso, o portal também disponibiliza os referenciais para a elaboração dos itinerários formativos, que são o conjunto de unidades curriculares ofertadas pelas escolas e redes de ensino que possibilitam ao estudante aprofundar seus conhecimentos e se preparar para o prosseguimento de estudos ou para o mundo do trabalho.

Os itinerários podem estar organizados por área do conhecimento e formação técnica e profissional ou mobilizar competências e habilidades de diferentes áreas ou da formação técnica e profissional, no caso dos itinerários integrados.

O coordenador-geral de Ensino Médio do MEC, Wisley Pereira, detalha a importância da nova página. “O portal é fundamental para que todos – redes de ensino, escolas, professores, estudantes e pais – possam ter acesso às informações necessárias sobre o processo de implementação do Novo Ensino Médio, assim como acessar os recursos disponibilizados pelo MEC que auxiliem na implementação”, enfatiza Wisley.

Incentivo – A íntegra do Programa de Apoio ao Novo Ensino Médio (ProBNCC) também pode ser consultada no portal. O ProBNCC apoia os estados na elaboração ou reelaboração de seus currículos para adequação à BNCC. Para acessar os recursos disponibilizados para garantir a qualidade técnica e a construção dos currículos, os estados devem apresentar plano de trabalho que será analisado pelo MEC.

Os valores serão proporcionais à quantidade de estabelecimentos estaduais públicos de ensino médio em cada estado, de acordo com o os dados do último Censo Escolar.

Também pode ser consultado no novo portal o Programa Dinheiro Direto na Escola do Novo Ensino Médio, que prevê apoio financeiro para garantir a implementação do Projeto de Vida dos Estudantes, flexibilização curricular e carga horária anual para, no mínimo, mil horas. Ao todo, serão cerca de 3,7 mil unidades escolares beneficiadas, que serão escolas-piloto para a implementação do Novo Ensino Médio.

Complementos – Documentos auxiliares também podem ser consultados. Um exemplo é o questionário de escuta dos jovens, que é um modelo que pode ser utilizado para um primeiro diagnóstico das necessidades e anseios dos jovens sobre o ensino médio. Para inspirar redes de ensino e escolas, gestores poderão conhecer boas práticas que já estão em curso.

Outro arquivo ofertado é a sistematização do Seminário do Itinerário de Ensino Técnico e Profissionalizante (ETP). O documento é o resultado das discussões realizadas no Seminário Desafios e Perspectivas no Itinerário de Formação Técnica e Profissional no Ensino Médio, organizado pelo MEC, no qual teve como tema central a implementação deste tipo de itinerário formativo.

Por fim, também podem ser consultadas as informações sobre o ensino médio em tempo integral. O programa visa ampliar as matrículas e melhorar os índices de aprendizagem dos alunos, mensurados a partir de indicadores como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

Acesse aqui o portal do novo ensino médio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *